Como plantar milho: Aprenda em 5 passos!

5 passos de como plantar milho e ter ótimos resultados

De acordo com especialistas, a média de produtividade da segunda safra do milho (que acontece depois dos meses de janeiro, fevereiro e março) aumentou mais de 30% nos últimos 10 anos somente no Brasil.

Sendo um reflexo do aumento dos investimentos relacionados à tecnologia, esse fato chama a atenção de muitos produtores, que veem no milho uma chance de aumentar sua lucratividade. Contudo, para plantar esse cereal é necessário garantir alguns pontos importantes para ter sucesso em sua safra.

Como plantar milho? Confira o passo a passo

Imagem destacada das mãos de um produtor rural segurando uma porção de terra

Saber plantar milho de forma correta é fundamental para se certificar de que a colheita será positiva. Para te ajudar a ter sucesso na sua plantação, continue a leitura e veja 5 passos essenciais:

1 – Planejamento

O primeiro passo para plantar milho de forma correta é planejar qual híbrido melhor se encaixa a sua realidade, ou seja, ao nível tecnológico que você pretende usar e em qual época será implantada a lavoura. Pensando que se trata de um cultivo que exige muito da terra é importante também pensar em qual adubação será implementada.

Sabendo que necessita de uma boa incidência de luz e irrigação adequada, os nutrientes captados por meio da raiz da planta são essenciais para que ela cresça de forma saudável.

2 – Aquisição dos insumos

É de suma importância que, no momento que você vai adquirir os insumos para sua plantação, você consiga negociá-los em locais com segurança, que tenham transparência e confiabilidade para evitar a compra de “gato por lebre”.

Por isso, vale a pena buscar indicações de pessoas de confiança e, é claro, contar com o suporte de profissionais capazes de auxiliá-lo da melhor forma.

3 – Regulagem de maquinas/plantio

Após a aquisição dos insumos, o produtor deve proceder a regulagem dos equipamentos para o plantio, como também a quantidade de plantas a serem semeadas por hectare e a quantidade de adubo por hectares, levando em consideração o que ele já tem no solo e o que ele deseja produzir.

Estas regulagens devem ser conferidas novamente a nível de campo no momento que se inicia a operação.

4- Cuidado com as pragas

Outro grande ponto de atenção são as pragas, que podem interferir na sua produtividade, ataques de percevejos, lagartas e cigarrinhas devem ser observadas com grande atenção. Percevejos podem ser responsáveis por grandes danos diretos as plantas, assim como as lagartas.

No caso de cigarrinhas elas podem transmitir muitos vírus, comprometendo muito as lavouras quando não manejadas de forma correta.

5 – Controle as daninhas

Como você já viu neste post, o milho exige muito do solo, e por conta disso, é muito útil garantir que ele não compita por espaço com outras plantas, especialmente com as daninhas, que nascem de forma espontânea, principalmente em lugares indesejados, são plantas que podem interferir na produtividade que está sendo definida na fase inicial da cultura.

Ao competir pelo mesmo local com as daninhas, o milho não recebe os nutrientes necessários, então você precisa se certificar que o plantio seja constantemente monitorado para evitar seu surgimento.

A melhor época para o plantio do milho

Imagem de uma plantação de milho

Agora que você conheceu os passos de como plantar milho, está mais preparado para conferir algumas informações extras, mas que fazem toda a diferença para uma boa produtividade. Uma delas é a data mais adequada para começar a inserir as sementes no solo.

A plantação do milho safra deve acontecer entre os meses de setembro, outubro ou novembro, podendo ser cultivado logo nos meses entre janeiro a abril. A segunda safra, por sua vez é conhecida por muitos como cultivo de risco.

O motivo disso é simples: a segunda safra pode sofrer principalmente com intemperes climáticos como geadas, períodos severos de seca, fortes chuvas entre outros.

Gostou da informação? Ficou com dúvidas? Deixe um comentário neste post ou entre em contato com a Loja Cocamar pelas redes sociais.

Qual o melhor tipo de milho para plantar e suas diferenças

Imagem de um produtor rural segurando uma espiga de milho na colheita

Hoje em dia, especialistas desse ramo de negócios agrícolas afirmam que, de forma técnica, não existe diferença entre a plantação de milho silagem, verde e grão e nem qual o melhor tipo de milho para plantar. Tudo isso é relativo à escolhas, demandas e condições do ambiente.

Contudo, os produtores precisam identificar de forma prévia a melhor maneira de cultivar cada um deles e, sobretudo, o ponto da colheita, para assim definir a sua escolha.

O milho verde, por exemplo, está no ponto correto quando a espiga é verde e os grãos são leitosos, já em relação ao silagem, a espiga possui coloração de palha e os grãos contêm 50% da linha de leite. O milho grão, por sua vez, está no seu tempo ideal quando a espiga e a planta estão secas.

Este conteúdo foi útil para você? Deixe aqui nos comentários a sua opinião, dúvidas e até mesmo sugestões de novos posts. Aproveite para compartilhar o artigo com outras pessoas que, assim como você, se interessam pelo ramo agrícola ou que desejam começar o plantio de milho. Até o próximo assunto!

Deixe um comentário